Logo do estado

Nota de Pesar

Versão para impressãoEnviar por email
É com enorme pesar que a Fundação Carlos Gomes (FCG) informa o falecimento da pianista, professora, e também cantora lírica, Dóris Azevedo (1927-2021). Dóris atuou por mais de 70 anos como professora de piano no Conservatório Carlos Gomes, hoje Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG), formando várias gerações de músicos no decorrer dos anos.
 
Natural de Belém, nasceu em uma família de quatro irmãos. O primeiro contato e interesse pelo piano aconteceu ao ver sua tia  Antonina Mendes tocar. Aos sete anos, Dóris iniciou os estudos do instrumento. Ao ingressar como aluna no Conservatório, em 1944, teve como primeira professora Helena Souza e, logo depois, foi aluna de Guilhermina Nasser, com quem concluiu o curso, no ano de 1949.
 
Dóris Azevedo formou mais de 60 pianistas, tornando-se um símbolo do Conservatório Carlos Gomes. Devido  a relevância de seu trabalho como musicista e professora no Estado, foi condecorada em 2015 com uma medalha confeccionada especialmente para marcar os 120 anos do Instituto. Além do trabalho como professora, também desenpenhou o cargo de presidente da Academia Paraense de Música, marcando mais uma vez seu nome na história musical do Pará.
 
No ano de 2017, a FCG, em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA), lançou o livro ‘Dóris Azevedo – Mãos que Tocam’, que conta sua trajetória como pianista e como professora dedicada ao ensino da música. O livro foi escrito por Adriana Azulay, Humberto Azulay, Liliam Barros e Tainá Façanha. A história da professora Dóris Azevedo se mistura a história do próprio Conservatório, o lugar onde aprendeu e ensinou música.  
 

FCG: Av. Gentil Bittencourt, 909 - CEP: 66040-174 - Belém / PA - (91) 3201-9450
IECG: Av. Gentil Bittencourt, 977 - CEP: 66040-000 - Belém / PA - (91) 3201-9480

© Copyright 2013 Fundação Carlos Gomes - FCG. Todos os direitos reservados.